Não somos racistas

Imagina!


“Por que você escreve essas coisas de preto?”


Recentemente, me perguntaram por que escrevo essas “coisas de preto”. Não foi só uma vez.


Não ter “perfil” e fazer “serviço de preto”:

o negro no mercado de trabalho racista brasileiro


Recentemente, me deparei com a notícia de que a FIFA vetou L


Os carrascos de Jayminho


Mais uma vez, a novela “Amor à vida” se meteu em uma polêmica étnico-racial. Não bastasse não escalar de início nenhum negro para o folhetim e Mateus Solano dizer que…


Melanina tem de sobra, não precisa economizar:

não me chame de moreno.


Perguntam por que eu não gosto que me chamem ou que chamem meus pares, negros e negras, de morenos e morenas. E não só reclamo como também corrijo, afirmando: é preto, é preta. Não quero ser o fiscalizador da minha ou da melanina alheia, mas saiba: isso de embranquecer o outro ofende.


Quando tirei minha negritude do armário:

negação, reconhecimento e orgulho


Ser negro no Brasil é uma questão que perpassa o tom de pele, o cabelo crespo e os traços (sic) não finos (sic). É uma questão política e de resistência. Fazer parte desse grupo é trazer consigo um processo histórico de escravidão e de um racismo estruturado que resultou em uma população…


Mateus Solano e a hipersexualização do negro

Um negão para o Félix chamar de seu


Não é de hoje que a novela de Walcyr Carrasco, ‘Amor à vida’, tem causado polêmica nas questões étnico-raciais. Há alguns meses atrás, o autor recebeu de telespectadores reclamações de que não havia nenhum negro no elenco. Verdade, não tinha nenhum preto escalado para o folhetim…


E a Miss Bahia é negra, yes!!!

minha opinião sobre o seu racismo


Há quem aposte que talvez tenha sido um calaboca, pois ela era a única numa disputa controversa…

Não somos racistas
Não somos racistas